Política

Mangueira, Tuiuti e hipocrisia: críticas a Bolsonaro e acusadas de corrupção e morte

Compartilhe nas redes sociais:
Whatsapp

Homenagem a Marielle Franco, críticas a Jair Bolsonaro e a liberação das armas. Essas foram as bases dos desfiles das escolas de samba Mangueira e Paraíso do Tuiuti. Duas entidades recheadas de denúncias de corrupção e até mortes.

Anúncios

Presidente da Mangueira, Chiquinho da Mangueira foi preso na Operação Furna da Onça acusado de receber R$ 3 milhões em propina, e foi delatado pelo operador de Sergio Cabral. Já a tragédia envolvendo o Tuiuti marcou o carnaval de 2017. Um carro desgovernado atingiu as grades da arquibancada, e esmagou a radialista Elizabeth Ferreira. Outras 20 pessoas se feriram

Esses são os acusadores de Jair Bolsonaro…

Curta O ALERTA no Facebook: clique aqui

Compartilhe nas redes sociais:
Whatsapp
Anúncios

Deixe uma resposta